5 jogos do primeiro Xbox que deveriam ser retro compatíveis

Um dos grandes trunfos do Xbox One nesta geração foi anunciar o programa de retro compatibilidade, trazendo de volta uma série de games tão amados do primeiro Xbox e Xbox 360.


Ainda que ele precise ser celebrado, o catálogo é limitado, em especial quando falamos do "irmão mais velho". Pensando nisso, bolei uma lista com 5 jogos que deveriam estar na retro do primeiro Xbox.


OutRun 2006: Coast 2 Coast


Um dos melhores jogos de corrida arcade de todos os tempos. Ponto.


OutRun é um dos maiores clássicos da SEGA e foi criado por Yu Suzuki, pai de tantas obras lendárias como HangOn, Virtua Fighter e, claro, Shenmue.


OutRun 2006: Coast 2 Coast era uma versão turbinada de OutRun 2, que fez sucesso nos arcades. Esta versão saiu para várias plataformas, mas é inegável: a experiência era melhor no Xbox, com gráficos incríveis e gameplay absolutamente viciante (que se dava muito bem com o controle do X e seus gatilhos). Para quem não conhece, o objetivo é simples: subir em sua Ferrari, correr ao máximo e chegar nos checkpoints antes do tempo acabar. Em cada um deles você tem a opção de escolher seu percurso, o que pode ou não aumentar a dificuldade.


SEGA, por favor, nunca te pedi nada (mentira, mas vai assim mesmo).



Burnout 3: Takedown

Burnout Revenge do Xbox 360 já é retro compatível, mas não tem jeito: o meu favorito é mesmo o terceiro. Este é também o título que deu fama para a série, que hoje faz tanta falta.


Em Burnout, o negócio não é apenas correr: você pode simplesmente trucidar os oponentes e assistir sua destruição em ângulos de câmera marcantes. A velocidade é insana e tudo rola com um belo (e agitado) rock de fundo.



Mercenaries: Playground of Destruction

Uma de minhas tristezas daquela geração foi ver a série Mercenaries rapidamente morrendo após uma péssima sequência. Mas, tudo bem: o primeiro game ainda é divertido.


Imagine um jogo de ação, com temática de guerra, tendo a disposição enormes cenários que, no fim, viram o seu "parque de diversões". Você escolhe como quer cumprir as missões e tem a disposição um arsenal bem vasto, incluindo veículos.


Outra tristeza: Mercenaries foi cria da Pandemic, estúdio que foi comprado pela Electronic Arts e, pouco tempo depois, fechado pela mesma.



Crimson Skies: High Road to Revenge

Crimson Skies é um dos melhores exclusivos da Microsoft e lamentavelmente nunca ganhou uma sequência, que chegou a ser cogitada no 360.


Trata-se de um shooter viciante com combates aéreos frenéticos. O visual se destacava e o multiplayer dava boas razões para assinar a Xbox Live. Aliás, este é o motivo principal de estar aqui: seria épico poder jogá-lo com amigos novamente nos dias de hoje, com uma Xbox Live tão mais bem desenvolvida.



Phantasy Star Online: Episodes I & II


Phantasy Star Online marcou uma geração: não só foi um dos carros-chefe do serviço Seganet no Dreamcast, como também o primeiro rpg online para consoles. E era sensacional.


Os felizardos donos de Xbox receberam os episódios 1 e 2 no mesmo pacote. Em PSO, diferentemente dos jogos antigos para Master System e Mega Drive, você pode criar um personagem a partir de várias opções de customização e partir em missões junto de outros 3 amigos. O sistema de combate abandonou o turno em prol de ação em tempo real, e foi a melhor coisa que fizeram. Visualmente falando, trata-se do pico do Sonic Team na plataforma, misturando um estilo bem futurista com muitas cores. Mesmo diferente, ainda lembrava o bom e velho Phantasy Star. Posteriormente tivemos o fraco Phantasy Star Universe, e Phantasy Star Online 2 teve uma fase de testes recentemente, exclusivamente no Xbox One. Isso muito me anima, mas poder reviver os bons tempos do Dreamcast seria espetacular.


Ok, SEGA, vou te pedir de novo. Não tem jeito.


----------------


E você, tem alguma sugestão? Não esqueça de comentar!

115 visualizações

©2020 por Planeta Xbox. Este site é feito por fãs e não possui vínculo com a Microsoft.

  • Facebook ícone social